c.e.m

Programa

Vertical

Vertical

Cada forma de vida se faz forma exercitando a vida. É evidente que a medusa se relaciona com as forças de movimento de maneira diversa que o coqueiro, a girafa, o tamboril, a lesma, o gato ou o gafanhoto…é evidente que a lista de diversidades seria interminável…parece-me espantoso como as formas se apuram tão diferentemente!

Quando passamos do ambiente aquático ao ar, aquilo que era cartilagem vai-se fazendo osso na dança de empurrar e puxar, na ginástica de se fazer forma por entre as forças que puxam para o centro da terra ou para as nuvens. Os últimos tempos em que habitamos a barriga da nossa mãe estamos tão apertados e encaracolados que parece não ser possível apertar mais….mas é! ainda falta atravessar um canal estreito onde nos encolhemos ainda mais em espiral. E levamos todo o caminho de estar vivo nessa dança de esticar, encolher, espiralar…
A vertical é um mistério!

Só em desequilíbrio é possível conceber a engenharia humana! A estabilidade dos nossos corpos é a própria dança, desde os micro ajustamentos que praticamos para estar de pé em quietude, aos balanços-pressões-molas que se fazem acções como andar, correr, rodopiar.
Este trabalho percorre histórias de movimento que nos nossos corpos se fazem gestos. Viagens do fumo do corpo. Escutando linhas específicas, dançamos acordes, combinações de acordes e até sinfonias.

Nota importante:cem está sempre a começar-continuar. Em Outubro de 2018 inauguramos uma formação internacional dedicada a ouvir caminhos na DANÇA. Foram seis meses diariamente lado-a-lado com pessoas de vários lugares do mundo. As práticas de investigação em dança, corpo e movimento que se abriram no RISCO DA DANÇA vão seguir das 11h as 13h, de segunda à sexta-feira até Junho, com Peter Michael Dietz, Sofia Neuparth e Mariana Lemos. Qualquer pessoa com trabalho de corpo e desejo de dança pode participar, mediante conversa com cada orientador. Estes convites são lugares de estudo e criação que temos vindo a apurar juntos com o coletivo de investigadores-artistas que atravessaram a formação que inaugurou este ano no cem.

info: marianachristlemos@gmail.com ou cem@c-e-m.org.

 

Valor: 30 (uma vez por semana)