c.e.m

Pessoas do c.e.m

Coline Gras

Coline Gras nasceu em Marselha (França) em 1993.
Em 2017, obtém um master em dança e práticas performativas na universidade de Lille 3. Apresenta uma performança dançada e falada duma prática e escrita de três anos na rua “Deslocar o abordagem” (trabalhado e apoiado por Philippe Guisgand, Sofia Neuparth, Marie Glon). Também segue a formação de investigação artística no centro em movimento c.e.m., em Lisboa (Portugal).

Colabora na criação de peças performativas e coreográficas; Corps-gone (2015), État Existant, Lille, (2016 et 2017), Scheherazade Zambrano Orozco, Gôche (2017), Alejandro Pablo Russo, A Fada da música, Obidos, (2017), Fernando António dos Santos, For-performance, Lille, (2018), convidada por Françoise Rognerud. Faz parte de la malagua, companhia de pesquisa em dança(Lille) desde 2016, onde dá laboratórios quer sozinha ou acompanhada de Marie Pons com o seu projeto como se manter vivo?
Para a residência Demora no c.e.m., apareceu o seu solo Les soirs d’été (festival Pedras 2018, Lisbonne, Kursaal, Lille, 2018). Em novembro 2018, cria o projeto de ação poética Dépaysager em colaboração com o centro de arte contemporâneo Nau côclea (Catalunha) e o refúgio de la Carança, onde trabalha os verões como guardiã.